Estética do invisível

Para quem é cego desde os 12 anos, Evgen Bavcar sabe como ninguém retratar o mundo. Em suas fotos,  misteriosos jogos de sombras, luzes e sobreposições, trazem sensibilidade e também beleza. Sobre a fotografia diz: “Não é  exclusividade de quem pode enxergar. Nós também construímos imagens interiores”. Evgen já produziu inúmeras imagens no Brasil da quais publicou um livro e participou do documentário brasileiro “Janela da Alma”.  Abaixo uma pequena amostra de sua forma de “ver”:

Fonte: reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s